top of page

Portugal Contemporâneo

Professor

João Paulo Sousa

Horário

A aguardar

João Paulo Sousa

Conheça as transformações políticas, sociais e culturais que moldaram o país desde o século XIX.

Portugal Contemporâneo

Apresentação:

A disciplina de Portugal Contemporâneo oferece uma análise abrangente das transformações que marcaram o país desde o século XIX até os dias atuais. Explorando eventos políticos, mudanças sociais, e avanços culturais, a disciplina examina a transição democrática, o desenvolvimento económico, e o papel de Portugal na União Europeia. Através de estudos de caso, debates e análise crítica de fontes, os alunos desenvolverão uma compreensão profunda das dinâmicas que moldam o Portugal moderno. Este conhecimento é essencial para entender os desafios e oportunidades que o país enfrenta na contemporaneidade.


Objectivo Geral:

Analisar e compreender as transformações políticas, sociais, económicas e culturais que moldaram Portugal desde o século XIX até os dias actuais, promovendo uma visão crítica e informada sobre o papel do país na contemporaneidade e na União Europeia.


Objectivos Específicos:


  1. Identificar e Explicar

    • Identificar os eventos-chave e processos políticos que influenciaram a transição democrática em Portugal, explicando suas consequências para a estrutura política e governança do país.


  2. Analisar e Avaliar

    • Analisar as mudanças econômicas ocorridas em Portugal desde a adesão à União Europeia, avaliando os impactos no desenvolvimento socioeconômico e na competitividade internacional.


  3. Examinar e Contextualizar

    • Examinar as transformações sociais e culturais em Portugal, incluindo as mudanças nas estruturas familiares, no mercado de trabalho e nas práticas culturais, contextualizando esses fenômenos no cenário global.


  4. Explorar e Comparar

    • Explorar as principais políticas públicas adotadas em Portugal nas últimas décadas, comparando suas abordagens e resultados em áreas como educação, saúde e bem-estar social com outros países europeus.


  5. Discutir e Reflectir

    • Discutir os desafios contemporâneos que Portugal enfrenta, como questões de imigração, sustentabilidade, e digitalização, refletindo sobre possíveis soluções e o futuro desenvolvimento do país no contexto europeu e global.


Conteúdos Programáticos 2024/2025


A época contemporânea em Portugal (séculos XIX a XXI)


  1. A implantação do Liberalismo em Portugal


    1.1. Antecedentes e conjuntura (1807-1820)

      1.1.1 As invasões francesas e a dominação inglesa em Portugal

     1.2. A Revolução de 1820 e as dificuldades de implantação da ordem liberal (1820-1834) 

      1.2.1.O Vintismo

      1.2.2 A independência do Brasil Dossiê 

      1.2.3 A resistência ao Liberalismo

     1.3 O novo ordenamento político e socioeconómico (1832/34-1851) 

      1.3.1 A ação reformadora da regência de D. Pedro 

      1.3.2 Os projetos setembrista e cabralista


  1. Portugal, uma sociedade capitalista periférica 


    2.1 A Regeneração

      2.1.1 Uma nova etapa política

       2.1.2 O desenvolvimento de infraestruturas: transportes e comunicações 

       2.1.3 A criação de um mercado nacional e o desenvolvimento das atividades produtivas

      2.1.4 Portugal no contexto europeu – os limites do crescimento económico 

     2.2 Entre a depressão e a expansão (1880-1914) 

      2.2.1 A crise financeira de 1880-1890 

      2.2.2 O surto industrial de final de século 

     2.3 As transformações do regime político na viragem do século

      2.3.1 Os problemas da sociedade portuguesa e a contestação da monarquia

      2.3.2 Revolução em Portugal

     2.4 O dinamismo cultural do último terço do século

      2.4.1 O impulso da geração de 70

      2.4.2 O primado da pintura naturalista 


  1. Portugal no primeiro pós-guerra


     3.1 A falência da Primeira República 

      3.1.1 As dificuldades económico-financeiras

      3.1.2 A instabilidade política 

      3.1.3 A agitação social 

      3.1.4 O fim da Primeira República

     3.2 Tendências culturais

      3.2.1 Naturalismo versus vanguardas 

      3.2.2 A persistência do Naturalismo 

      3.2.3 O Modernismo em Portugal


  1. Portugal: o Estado Novo 

    4.1 O triunfo das forças conservadoras 

      4.1.1 Da Ditadura Militar ao Estado Novo 

      4.1.2 Conservadorismo e tradição


    4.2 A progressiva adoção do modelo fascista italiano nas instituições e no imaginário político 

      4.2.1 Culto ao chefe e nacionalismo 

      4.2.2 Autoritarismo 

      4.2.3 Corporativismo 

      4.2.4 O enquadramento das massas 

      4.2.5 O aparelho repressivo do Estado 


    4.3 Uma economia submetida aos imperativos políticos 

      4.3.1 A estabilidade financeira 

      4.3.2 A defesa da ruralidade 

      4.3.3 As obras públicas 

      4.3.4 O condicionamento industrial; 

      4.3.5 A política colonial


  1. Portugal, do autoritarismo à democracia


    5.1 A economia portuguesa: do pós-guerra ao início da década de 70

      5.1.1 A estagnação do mundo rural 

      5.1.2 A emigração 

      5.1.3 O surto industrial 

      5.1.4 A modernização da sociedade portuguesa: alterações na demografia e nos

comportamentos 


    5.2 O imobilismo político 

     5.2.1 O fim da guerra e o nascimento da oposição democrática 

     5.2.2 A questão colonial

     5.2.3 O marcelismo

    5.3 O 25 de Abril e o desmantelamento das estruturas do Estado Novo

      5.3.1 O Movimento das Forças Armadas 

     5.3.2 O desmantelamento das estruturas do Estado Novo 

   

    5.4 O período pré-constitucional (1974-1976) 

     5.4.1 Tensões políticas e opções económicas

     5.4.2 A descolonização dos territórios africanos 

    

    5.5 A consolidação da democracia 

     5.5.1 A Constituição de 1976 

     5.5.2 A revisão constitucional de 1982 e o funcionamento das instituições democráticas 

     5.5.3 A entrada de Portugal nas Comunidades Europeia


  1. Portugal no novo quadro internacional

    

    6.1 O impacto da integração europeia a nível interno e externo 

     6.1.1 A evolução económica

     6.1.2 Transformações demográficas e socioculturais 

     6.1.3 O crescente protagonismo de Portugal em instituições internacionais 

    

    6.2 As relações entre Portugal, os países lusófonos e a área ibero-americana 

     6.2.1 O mundo lusófono 

     6.2.2 A área ibero-americana



Actividades desenvolvidas em aula:

As actividades propostas no âmbito desta unidade curricular procuram apoiar os alunos na compreensão e reflexão críticas acerca da História de Portugal. Assim, irá proceder-se à análise de algumas fontes primárias (como excertos de documentos históricos), debates e discussões sobre protagonistas, eventos e decisões históricas, exploração de recursos online (como exposições virtuais de museus ou a utilização de mapas interativos), análise de documentários/filmes/romances históricos e a elaboração de pequenos projetos de investigação (com ênfase na história local dos participantes).


Prof. João Paulo Sousa


João Paulo Sousa é licenciado em História (especialização em artes e património), pela Universidade Aberta, Mestre em ensino de História no 3º ciclo do ensino básico e ensino secundário, pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto e atualmente está a concluir um Doutoramento em Estudos Medievais na Universidade de Santiago de Compostela, sobre arte românica. O seu percurso profissional tem sido alicerçado simultaneamente na docência e investigação, possuindo uma ampla experiência na educação de adultos e jovens.


bottom of page